quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Crescimento econômico atrai estrangeiros

Autorizações cresceram 18,85% no semestre. Maioria dos 22,1 mil estrangeiros que chegaram neste período têm trabalho temporário em embarcações ou plataformas estrangeiras, o que demove a ideia de busca por mão-de-obra qualificada

Foram concedidas no primeiro semestre de 2010, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), 22.188 autorizações de trabalho a estrangeiros. Deste total, 20.760 são temporárias e 1.428 permanentes. Esse número representa um crescimento de 18,85% em relação ao mesmo período de 2009, com 3.519 concessões a mais que no ano anterior.

O presidente do Conselho Nacional de Imigração, Paulo Sérgio de Almeida, explica que o crescimento não tem relação com uma possível falta de mão de obra qualificada, e sim é reflexo do aumento dos investimentos no Brasil.

"A vinda desses profissionais está relacionada com a implementação de investimentos seja pela aquisição de máquinas e equipamentos importados, que demandam a vinda de técnicos para a montagem, instalação ou repasse da tecnologia; seja pela instalação de novas empresas estrangeiras, que demanda a vinda de profissionais estrangeiros para a fase de instalação; seja pela vinda de embarcações e plataformas estrangeiras para exploração de petróleo, que vêm ao Brasil com suas tripulações estrangeiras, e gradativamente contrata brasileiros para trabalho a bordo".


Entre as autorizações temporárias condidadas, 8.244 é para trabalhadores estrangeiros que atuam a borde de embarcações ou plataforma estrangeira; 3.724 para assistência técnica por prazo de 90 dias, sem vínculo empregatício; 3.270 para artistas e desportistas; 2.532 para assistência técnica, cooperação técnica e transferência de tecnologia, sem vínculo empregatício; e 770 para marítimos estrangeiros empregados a bordo de embarcação de turismo estrangeira que opera em águas brasileiras. Apenas 1.714 autorizaçãoes foram concedidas a especialistas com vínculo empregatício.

Já as autorizações permanentes, a maioria foi concedida para administradores, diretores, gerentes e executivos com poderes de gestão e concomitância, num total de 711. Insvetidores pessoa física somam 431 autorizações entre janeiro e junho deste ano.

O balanço mostra que o estado que mais recebeu estrangeiro no primeiro semestre foi o Rio de Janeiro: 12.069 autorizações; seguido por São Paulo, com 6.890, Minas Gerais, com 1.034 e Paraná, com 402. Os outros estados somam, juntos, 1.793 autorizações. Por país de origem, os Estados Unidos lideram as concessões, com 3.622 autorizações. Em segundo lugar vem o Reino Unido, com 1.921, e em terceiro Filipinas, com 1.737. entre os países da América do Sul, Colômbia lidera o número de autorizações concedidas, com 335, seguida da Argentina, com 297, e da Venezuela, com 255.

Os homens são em maior número entre os estrangeiros que vêm para o país. Do total das autorizações, 20.558 foram concedidas para eles. Em relação a escolaridade, 12.846 estrangeiros que conseguiram autorização tinham superior completo ou habilitação legal equivalente e 8.638 tinha 2º grau completo ou técnico profissional.

Assessoria de Imprensa do MTE
(61) 3317-6537 - acs@mte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário