sexta-feira, 6 de agosto de 2010

DILMA ABRE DEZ PONTOS

DILMA AINDA MAIS À FRENTE

Autor(es): Ana Paula Siqueira
Jornal do Brasil - 06/08/2010

Pesquisa CNT/Sensus mostra avanço da candidatura petista e estabilidade na tucana

A candidatura de Dilma Rousseff, do PT, à Presidência da República está consolidando uma tendência de crescimento em relação ao principal adversário, José Serra, do PSDB. Pesquisa CNT/Sensus divulgada ontem mostra a petista abrindo dez pontos percentuais de vantagem no levantamento estimulado: enquanto Dilma aparece com 41,6%, Serra vem em segundo, com 31,6%. Em maio, 35,7% dos eleitores apoiavam a ex-ministra, enquanto 33,2% estavam com o ex-governador de São Paulo. Assim, enquanto a candidata do governo abriu vantagem, o rival se manteve estável. Marina Silva, do PV, vem em terceiro, com 8,5% das intenções de voto. Em termos regionais, Dilma lidera Nordeste, Serra no Sul. No Sudeste, principal colégio eleitoral do país, há empate.

Pesquisa CNT/Sensus mostra petista com 10 pontos de vantagem sobre Serra. Marina se mantém estável na terceira posição

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, continua crescendo nas intenções de voto. Pesquisa divulgada ontem pelo CNT/Sensus apontou que a petista lidera a disputa, com 10 pontos de vantagem do seu principal adversário, José Serra (PSDB).

Na pesquisa espontânea, Dilma conta com 30,4% das intenções de voto, enquanto Serra aparece com 20,2%. Na estimulada, Dilma chega a 41,6% e Serra a 31,6%. Marina Silva, do PV aparece com 5% na pesquisa espontânea e 8,5% na estimulada.

Brancos e nulos chegam a 3,8% e 3,4%, respectivamente.

Indecisos somam 27,9% e 10,9%, na espontânea e na estimulada.

Dilma ultrapassou Serra pela primeira vez na pesquisa CNT/Sensus divulgada em 17 de maio. Na ocasião, ela contava com 35,7% na pesquisa estimulada contra 33,2% de Serra.

Mas, devido à margem de erro, o resultado foi considerado empate técnico.

Na nova pesquisa, num possível segundo turno Dilma chegaria a 48% das intenções de voto contra 36,6% de José Serra. Em janeiro, Serra estava na frente, com 44% contra 37,1% da petista.

Na simulação entre Dilma e Marina no segundo turno, a petista venceria com 55,7%, contra 23,3%. Caso a disputa ocorresse entre Marina e Serra, o tucano levaria a melhor, com vantagem de 22,2%.

Rejeição José Serra é o candidato com maior índice de rejeição. Entre os entrevistados: 30,8% afirmaram que não votariam nele.

Em seguida aparece Marina, com 29,7% e Dilma, com 25,3%.

Os dois primeiros colocados nas intenções de voto lideram em lados opostos do país. No Nordeste, Dilma venceria com larga diferença dos demais, com 58,4%. Serra e Marina conta com 21,4% e 5,5% das intenções de voto na região, respectivamente.

Já no Sul, Serra lidera com 42,6%. Dilma tem 37,1% e Marina 8,6%.

No Sudeste há empate técnico entre Dilma e Serra, que tem aproximadamente 33% cada.

Marina tem 10,2%. Nas regiões Norte e Centro Oeste, Dilma tem 38,4% das intenções de voto, enquanto Serra tem 34,1% e Marina 8,9%.

O desempenho da candidata do PT, no entanSerto, é melhor entre os homens do que entre as mulheres.

Do total das intenções de voto para Dilma, 45,5% vem do público masculino e 38,1% do feminino.

Já o tucano se sai melhor entre as mulheres, com 32,1% do total das intenções de voto para ele, com 32,1% e 30,9% do voto dos homens. Marina também tem desempenho melhor entre as mulheres, 9,6% e outros 7,2% do público masculino.
Bom governo O presidente Lula continua com alto índice de aprovação. Entre os entrevistados na pesquisa, 77,5% fazem uma avaliação positiva do governo, maior índice desde 2005. Outros 15,4% consideram regular e 4,6% o consideram negativo.

A aprovação pessoal do presidente está em 80,5%.

A pesquisa, registrada no TSE sob o número 21.411/2010, ouviu 2 mil pessoas em todo o país entre os dias 31 de julho e 2 de agosto. A margem de erro é de 2,2%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário