quinta-feira, 16 de setembro de 2010


Mantega atribui queda do dólar à ação global e diz que adotará medidas

Autor(es): Agencia o Globo/Liana Melo

Segundo ministro, há "operação orquestrada" de asiáticos e Brasil vai segurar real.

Ministro Guido Mantega
Em meio à forte queda do dólar no Brasil e no mundo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou ontem, em palestra no Rio, que o governo vai adotar medidas para impedir que haja uma valorização artificial do real. Mantega disse que o governo não deixará nenhum excesso de dólar no mercado, nem mesmo o resultante de investimentos estrangeiros na capitalização da Petrobras.

Parece estar havendo uma operação orquestrada para manter as moedas asiáticas desvalorizadas diagnosticou Mantega, acrescentando que o mesmo estaria ocorrendo nos EUA e na União Europeia (UE). Outros países estão desvalorizando suas moedas para ganhar competitividade no comércio exterior e o Brasil não vai ficar parado assistindo esse jogo, em que algumas economias tentam sair da crise às nossas custas.

Mesmo admitindo que o Banco Central tem armamento pesado para enfrentar a situação, além do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras, cuja alíquota para investimentos estrangeiros foi elevada no ano passado) e o próprio Fundo Soberano, Mantega não descartou a adoção de medidas prudenciais, como limitar a exposição ao risco cambial.

Henrique Meirelles - Pres. BACEN
Ele afirmou que defenderá com veemência, na reunião do G-20, em novembro, que os países precisam respeitar as regras de câmbio flutuante, para evitar conflitos cambiais.

Em Londres, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, não quis comentar a valorização do real nem possíveis medidas a serem adotadas para conter a alta. Mas afirmou que o BC está sempre alerta a sinais de desequilíbrios na economia.

Extraído de http://www.oglobo.com.br/ em 16/09/2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário