quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Juro do crédito para pessoa física é o menor desde 1995, diz Anefac

Taxa média de juros para o consumidor ficou em 6,74% em setembro.

Juro do cheque especial, no entanto, teve elevação, para 7,47%.

As taxas de juros das operações de crédito tiveram em setembro sua quarta queda no ano, segundo levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). A taxa média para o consumidor recuou para 6,74% ao mês – a menor da série histórica da entidade, que tem início em 1995.

Das seis linhas de crédito para pessoa física pesquisada, apenas o cheque especial teve alta nos juros de agosto para setembro, passando de 7,45% para 7,47% ao mês, a maior desde agosto deste ano.

Ficaram menores, por outro lado, os juros do comércio (de 5,68% a.m. para 5,65%), do empréstimo pessoal em bancos (de 4,73% para 4,69%) e do empréstimo pessoal em financeiras (de 9,60% para 9,56%).

Os juros do cartão de crédito e do financiamento de automóveis permaneceram estáveis, em 10,66% ao mês e 2,37%, respectivamente.

Pessoa jurídica

A taxa média de juros para as empresas também apresentou recuo na passagem de agosto para setembro, de 3,82% para 3,78% no período, segundo a Anefac.

Nenhum comentário:

Postar um comentário