terça-feira, 30 de agosto de 2011

IBGE: Região Sudeste emprega seis em cada dez trabalhadores de serviços

São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, juntos, também lideraram o ranking de pagamento de massa salarial com 5,9 milhões de trabalhadores

A Região Sudeste emprega seis em cada dez trabalhadores do setor de serviços no país. Segundo dados da Pesquisa Anual de Serviços (PAS) referente a 2009, divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os quatro estados que compõem a região respondem por 5,9 milhões de trabalhadores ocupados no setor, excluídos os da área de serviços financeiros. Em todo o país, os profissionais que atuam na prestação de serviços totalizam 9,7 milhões de pessoas.

É também a Região Sudeste que concentra o maior número de empresas do setor (60,2%) e foi responsável pela maior movimentação financeira, tendo gerado R$ 555 milhões em receita bruta (66,4%). Os estados de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e do Espírito Santo, juntos, também lideraram o ranking de pagamento de massa salarial, com 67,2% do total. Em 2009, os serviços nesses locais geraram R$ 96,3 bilhões em salários, retiradas e outras remunerações.

As empresas prestadoras de serviços da Região Sul, segunda colocada em número de pessoal ocupado, empregaram 15,5% dos trabalhadores do setor (1,5 milhão de pessoas). Esses negócios, que representam 21,6% do total no país, pagaram 13,6% dos salários, retiradas e outras remunerações.

A Região Nordeste teve participação menor: 9,8% da receita bruta de prestação de serviços; 13,8% do pessoal ocupado; 10,2% dos salários, retiradas e outras remunerações pagos; e 10,2% do número de empresas do setor.

As regiões Centro-Oeste e Norte foram as que empregaram menos trabalhadores no setor de serviços, com 7% e 3% respectivamente. O Centro-Oeste concentrava 6,5% do número de empresas prestadoras de serviços e pagou 6,6% dos salários e outras remunerações. A região foi responsável pela geração de 6,9% de toda a receita bruta do setor, em 2009. Já no Norte, estava localizado apenas 1,5% de todas as empresas de serviços. Elas pagaram 2,4% da massa de salários e outras remunerações e geraram 2,8% da receita bruta do setor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário