quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Dólar se aproxima de R$ 1,90 e mercado cobra ação do BC


A sinalização da chanceler alemã, Angela Merkel, de que a superação da crise europeia poderá levar anos, combinada com o fluxo cambial negativo para o Brasil desde outubro, acirrou a busca de proteção no dólar. A moeda americana encerrou a quarta-feira valendo R$ 1,874, alta de 1,08%.
Na esteira do tombo do euro abaixo de US$ 1,30 pela primeira vez desde 12 de janeiro e da descida do franco suíço ao menor valor ante o dólar em nove meses, a moeda americana voltou a se aproximar de R$ 1,90.
O movimento reacendeu no mercado a luz amarela para eventual ação do Banco Central (BC) no câmbio, segundo João Medeiros, diretor da Pionner Corretora.
A última vez que o BC vendeu dólar no mercado à vista foi em 3 de fevereiro de 2009 e o último leilão de swap cambial (em que a autoridade assume posição vendida em dólar e comprada em taxa de juros) ocorreu em 22 de setembro deste ano, segundo levantamento de um operador de banco.
www.estadao.com.br 
SILVANA ROCHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário