quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Dólar vira e volta a bater máxima histórica

Hoje 23/9, a moeda teve alta de 1,83%, vendida a R$ 4,0538.
No ano, o dólar já tem alta acumulada de 52,47%.

O dólar abriu o pregão de hoje quarta-feira (23/9) operando em queda. No entanto, minutos depois passou a subir em relação ao real e ultrapassou o recorde da véspera ao ser cotado a R$ 4,08. Nesta terça-feira, a moeda norte-americana atingiu, durante o pregão, a máxima de R$ 4,0681.

A cotação de fechamento desta terça foi a mais alta já registrada desde a criação do real. A maior até então havia sido registrada em 10 de outubro de 2002, quando o dólar chegou a ser vendido a R$ 4 durante o pregão, mas desacelerou a alta e fechou naquele dia a R$ 3,98.

Na época, a moeda norte-americana foi impulsionada, entre outros, pelas perspectivas de que o então candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seria eleito, algo que não agradava o mercado financeiro.


No passado, houve um breve período em que R$ 1 chegou a valer mais que US$ 1 na carteira. Isso aconteceu entre 1994 e 1999, quando o governo passou a controlar artificialmente a cotação da moeda norte-americana para estabilizar a economia do país, recém-saída de uma hiperinflação.

Dólar turismo a mais de R$ 4,50

Nas casas de câmbio, a disparada do dólar já mostra seus reflexos. Na manhã desta terça-feira, a cotação chegava a R$ 4,50 no cartão pré-pago, com o IOF de 6,38% incluído, na Confidence Câmbio. Em espécie, a moeda sai por R$ 4,27. Na Cotação, o dólar chegava a R$ 4,489 no cartão e a R$ 4,276 em espécie (ambos com imposto incluído). Na Vips Turismo, os valores eram de R$ 4,22 e R$ 4,45, respectivamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário